quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Coisas para se compartilhar com os amigos:

A alegria das meninas na premiação da Copa Sul Minas de Mountain Bike 2007, etapa Fama, no último domingo, 26 de agosto.



Parabéns às bikessauras Silvana, Alessandra e Janaína!
Com graça, charme e competência, ao que tudo indica, elas ajudaram a elevar a classe jurássica ao topo da competição, que terá a próxima etapa na cidade de Paraguaçu, nos dias 22 e 23 de setembro.

Até a próxima,

Luiz A Nogueira

Carpe Diem

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

INFORME JURÁSSICO
Nº 131

Segunda-feira, 27 de agosto de 2007.
ANO V

"Se a juventude soubesse, se a velhice pudesse"
Henri Estienne

Mutuquinha Full


Vivemos a época dos pedais “cheios”. Sábado retrasado, por exemplo, seleto grupo pedalou os aproximados 110 Km de Pontalete Full. Seguindo essa tendência, Macielo, Carlos Braga, Dema, Faísca e Luizão zarparam do Posto Tiger para a incrível “Mutuquinha Full”, uma variante da Volta da Mutuquinha mais carregada de subidas e descidas, de aproximados 50 Km. Na verdade, a maioria tinha compromissos ainda na parte da manhã, assim, tiveram que abrir mão do Pico do Piripau Full, protagonizado por outros intrépidos liderados pelo Ronaldo, neste mesmo dia, e encaixaram um pedal mais rápido, cujo retorno se deu por volta das 10:40 h da manhã.

No domingo de provas da Copa Sul Minas em Fama, Luizão, que não pode participar do evento, guiou Luísa Bomtempo num treino, percorrendo uma variação do pedal de sábado, de aproximados 45 Km.

Até a próxima.
Luiz A Nogueira

Carpe Diem

Reunião pré-Aparecida VI

Prezados colegas,
Vimos por esse meio convocar a todos os participantes do Aparecida VI para uma reunião na quarta-feira próxima, dia 29/08/07, às 19:30h, no restaurante Xangai. É INDISPENSÁVEL a presença de todos. Pedimos que somente estejam presentes OS PARTICIPANTES do evento, sendo vedado a participação de quaisquer outras pessoas. Pedimos que TODOS acusem o recebimento e leitura dessa mensagem, seja via e-mail ou por telefone (usem, se for o caso, o celular: 9198-1520).
A comissão de Aparecida VI

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Pedal de quarta - 22 de agosto de 2007


O trio formado por Clevinho, Luizão e Ronaldo, partiram do bikelocal às 19:15h para mais um pedal noturno. O trajeto escolhido foi Mascatinho sentido anti-horário. Um consenso incomum...

Saíram pela Vargem e enfrentaram o subidão até a fazenda Force. De lá até o Mascatinho em ritmo acelerado. Passaram pela água do Urubu, Ventilador e chegaram às 21h em Varginha. Um breve pit-stop no Pinguim para comemoração teve a companhia do amigo Ademir.

O Céu, cheio de estrelas, deu um toque todo especial ao pedal. Nas baixadas da Vargem o grupo se lembrou que ainda é inverno, porém nas partes altas uma leve massa de ar quente causou surpresa e foi bem recebida pelo grupo.

Foi sentida a falta do companheiro Dr. Rodrigo que devido a problema em sua bike não pôde acompanhar o grupo. Outra baixa foi do amigo e saci Jeffinho que pedal com o grupo telepaticamente.

Abraços, Ronaldo.

terça-feira, 21 de agosto de 2007

INFORME JURÁSSICO
Nº 130
Segunda-feira, 20 de agosto de 2007
ANO
V


“A poesia é o transbordamento espontâneo de sentimentos intensos: tem a sua origem na emoção recordada num estado de tranqüilidade”
William Wordsworth, em “Lyrical Ballads”.

Aventuras nas Trilhas Poéticas de Poços de Caldas e Águas da Prata – 18 e 19 de agosto de 2007



Enquanto o seleto grupo jurássico liderado pelo, deixa ver... Ronaldo, fazia sua “Pontalete Full” e demais intrépidos faziam seus treinos pré-Aparecida VI, alguns escondidos, Luizão, ora com Luísa, ora com Carlinhos, seu irmão, percorria os “caminhos poéticos”, como gosta de dizer dom Luciano, o anfitrião, guia e mentor dos intrépidos pocenses.

Sábado, Luizão, Luísa Bomtempo e dom Luciano; domingo, Reginaldo Franchi, Paulo, Carlinhos, dom Luciano, Pedro, Reginaldo II e Luizão.
No sábado pela manhã, conforme combinado na véspera, dom Luciano levou o casal jurássico Luísa Bomtempo e Luizão para as trilhas que começam numa linha férrea desativada, seguem entre mineradoras, batatais, a Represa Bortolan, Mitsui Fertilizantes, fazendas e cafezais, em grandes altitudes, ora em Minas Gerais, ora em São Paulo, num total de 35 Km. Excelente treino para a Luísa, que pretende em novembro acompanhar as intrépidas no desafio Aparecida II. Este percurso, por suas características, seria comparado ao básico “Solúvel” varginhense. A bebemoração deste pedal ficou por conta do churrasco oferecido por colegas de trabalho do casal em Poços, um dos objetivos da viagem.
Os primeiros "versos" nas trilhas a partir do campus da PUC.
O pontilhão na linha férrea desativada; o "single" margeando a Represa Bortolan.
A estação "Bauxita" e os vagões carregados do minério, carga da Alcoa.
As medidas da estação e as cerejeiras plantadas pela Mitsui.
A florada temporã e a Luísa frente os ipês, belo colorido.
A vista da trilha e a Luísa num excelente momento.

No domingo, novamente liderados por dom Luciano, que conhece como ninguém a região, Luizão teve o prazer de pedalar com seu irmão, além dos intrépidos: Paulo, Reginaldo Francchi, Pedro e Reginaldo II, que serpentearam pelas montanhas a partir da faz. São Martinho, no caminho para São Sebastião da Boa Vista, em alguns pontos em altitudes acima dos 1.300 metros, incluindo um trecho do Caminho da Fé, que liga Poços de Caldas a Aparecida – SP, o qual será percorrido pelo entusiasmado anfitrião e outro parceiro a partir desta terça-feira, 21 de agosto. Próximo a Águas da Prata, o grupo retornou por trilha, numa longa subida até próximo à divisa estadual, e de lá, por asfalto até o centro de Poços, perfazendo um total de 60 km, diga-se de passagem, bem pedalados. No retorno, foram acompanhados do Ângelo, que voltava de um pedal solo até Águas da Prata. As paisagens naquelas altitudes são surpreendentes.
Luizão agradece aos amigos pocenses, em especial, a dom Luciano pelos pedais e pela excelente companhia.
Ah, sim, quanto à definição de “caminhos poéticos”, fica por conta das imagens.

A subida próximo à faz. São Martinho, já em São Paulo; a bike do Luizão descansando num trecho do Caminho da Fé.
O grupo no Caminho da Fé e o Carlinhos "socando a bota".
Numa certa curva do caminho, descida e muito cascalho.
Ao fundo, o caminho de volta, abaixo da linha férrea; Carlinhos e Reginaldo Franchi na longa subida da volta.
E dom Luciano, que se prepara para longa jornada, também "atacando forte"; ah, sim, a comemoração do pedal no Chili's, acompanhados do Cláudio, colega de labuta do Carlinhos de sua época de Rio de Janeiro.

Até a próxima.
Luiz A Nogueira

Carpe Diem

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Pontalete Full - 18 de agosto de 2007


Grupo reunido no bikelocal para foto oficial. Presenças especiais de Gustavão e Junior.

Este pedal começou a se desenhar na sexta-feira com um convite via e-mail que Ronaldo fez ao grupo. O dia estava maravilhoso, nem uma nuvem no céu. O Sol não queria perder de vista os jurássicos. Companheiro morno no início e implacável no final.
O trajeto proposto inicialmente sofreu uma pequena variação sugerida pelo Adilson e aceita prontamente pelo grupo formado por Adilson, Hebert, Ronaldo e Salvador. Foi uma deliciosa sessão de trilhas em volta do Morro do Chapéu. Inéditas para a maioria. Dali para frente foi um pedal longo em ritmo acelerado e constante. Não poderia ser diferente, afinal foi puxado por dois cavalinhos, Salvador e Adilson.
Saímos pelas trilhas ao redor do morro do Chapéu, seguimos sentido Mascatinho e de lá sentido Fazenda Pedra Negra até cruzarmos o asfalto. Neste ponto já tínhamos percorrido 30 km. Próximo a Pontalete, o único imprevisto do pedal, um pneu furado que foi consertado rapidamente. Por sorte a balsa estava esperando o quarteto fantástico. Esperou até uma breve parada no mercadinho local para umas coca-colas e reabastecimento das caramanholas. O balseiro e amigo dos bikessauros, com paciência milenar, assistia a tudo com passividade, afinal éramos só "nóis" na fita, malandragem!!!
Do outro lado da balsa, Hebert iniciou um treinamento intensivo com o Salvador. Treinamento psicológico. A todo momento passava raspando sua bike e dizendo coisa do tipo: - Vamos sprinta!!! Vai até o ponto de parada e marca a diferente entre a gente!!! Quanto tá seu batimento!!! Vai, vai,vai !!! Mas nada abalou nosso companheiro Salvador que passou com louvares pelo teste e está preparado para as futuras competições. Mais uma vez o ritmo foi constante e forte e às 13h chegamos ao Bar da Garapa, rodovia Varginha Elói Mendes. Lugar anunciado pelo Hebert com uma frase que marcou o pedal. Disse ele: - "Duas garapas e uma fritura e tô novo em folha." Dito e não feito, a garapa sim, mas a fritura, deixamos para a próxima. Hebert com fortes dores nas costas preferiu chamar sua esposa e apoio Claudinha para resgatá-lo. Decisão prudente. O trânsito no asfalto estava confuso o que exigiu atenção do trio até a ponte dos Buenos. Passamos pelo Bar do Tavinho e chegamos até Varginha pelo trecho final do Gran Solúvel, ufffaaa...
Um chua, aproximadamente 110 km.
2h da tarde estávamos comemorando no Pinguim o excelente dia de pedal.


Trilhas ao redor do morro do Chápeu.
A esquerda o trio jurássico protegido por um telhado de salva-vidas na travessia do braço no lago de furnas e à direita o grupo bebemorando o incrível pedal na choperia Pinguim.

Este é o relato.
Abraços, Ronaldo

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

O Tradicional Pedal Noturno Quartiano, de 15 de agosto de 2007

"O tempo que tudo transforma, transforma também o nosso temperamento. Cada idade tem os seus prazeres, o seu espírito e os seus hábitos"
Nicolas Boileau

´
Mantendo a tradição jurássica, num ritmo muito forte, Clevinho, Rodrigo "Tiozão" Silva e Luizão fizeram um excelente pedal misto, terra e city tour, num total de aproximados 40 Km. A noite fresca facilitou as árduas subidas do percurso, que recortou os arrabaldes da Cidade de Varginha, a Princesa do Sul.


Luiz A Nogueira

Carpe Diem





quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Matéria extraída do site da Plascar, empresa parceira dos Bikessauros.

Ciclista leva nome da Plascar ao pódio

Enoque de Oliveira, atleta de Varginha patrocinado pela Plascar, tem conquistado cada vez mais títulos e, assim, divulgado nossa empresa. Atualmente, o ciclista está participando de três copas: a Sul Minas, a Internacional e a Assistur. Oliveira, sempre otimista e empenhado em alcançar novos títulos, agradece o apoio da Plascar e diz que está muito satisfeito com o patrocínio. “Gosto muito do que faço e a sensação de ter alguém que acredita no meu talento é muito boa”, explica o atleta.
No próximo dia 26, Oliveira estará na cidade de Paraguaçu, Minas Gerais, quando competirá a final da copa Sul Minas, que está liderando. No dia 09 de setembro, o ciclista competirá a final da copa Assistur, que também está em primeiro lugar.
A Plascar parabeniza o atleta por suas conquistas e torce pelas vitórias que ainda estão por vir.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

INFORME JURÁSSICO
Nº 129

Segunda-feira, 13 de agosto de 2007.
ANO V


“A paz do coração é o paraíso dos homens”
Platão


O Final de Semana

Os dias 11 e 12 deste agosto de 2007 prometeram, e cumpriram.
Pedais especiais rolaram, no sábado, nos arrabaldes da Princesa do Sul e região.

Os intrépidos e intrépidas que encararam o desafio da Torre ou Mutucão, e que estavam no bikeponto no momento da foto: de pé, Ronaldão, Hebert, Ronaldo, Dema, Timba, Luizão, Argentino, Pantufa, Janaína, cunhado do..., Silas, Alessandra, Edir; sentados, Macielo, Silvana, Sopão, Totonho, Mortadela e XTR.

Macielo e Caxambu lideraram grande grupo trilheiro e unissex que se dividiu na Torre da Embratel, onde parte desceu em direção à Fernão Dias, pros lados do Espraiado, parte desceu pros lados dos Tachos, retornando pela faz. Gericó.
Jeffinho, Argentino, Adilson e Ronaldinho (também conhecido por Rosvardiño) seguiram lá pras bandas do Mutucão, puro estradão, decerto treinando para não fazer feio na Romaria Aparecida VI.

Pantufa e XTR descansando nos Martins; e os retardatários chegando na Torre, enquanto Hebert consertava um pneu (a bike da Claudinha sofreu neste pedal).



Alessandra e Silvana esbanjando técnica na mata para os Martins; Luizão descendo a trilha da Torre para os Tachos.


Ronaldão assustado com o desempenho das meninas; Luizão e Macielo aguardando na subida da Gericó, no retorno a Varginha.


No domingo, Dia dos Papais, estes foram brindados com irresistíveis percursos.

O Dia do Papai é só alegria no meio jurássico.
Após a foto oficial, os grupos se dividiram: a maioria seguiu para o Lagamar; outros para os lados da Flora; já os dois casais Roselene e Luizinho Reis e Luísa Bomtempo e Luizão, conforme combinado previamente, partiram pros lados do Zé do Pato.
O dia terminou num animadíssimo churrasco que "bombou" na propriedade dos Maciel (Macielo e Silvana).



O casal Reis dando uma ajuda ao sitiante na colheita de dulcíssimas ponkãs; e o "sprint" da Lulu, botando pressão no pedal.


As intrépidas, Luísa e Roselene, que não esmoreceram diante das várias subidas do percurso.


Close na Lulu "mandando ver"; e o Luizão feliz da vida pelo excelente resultado dos árduos treinamentos que a submeteu, ao longo das últimas semanas.

Até a próxima.

Luiz A Nogueira

Carpe Diem