segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Trilha do Denfuto em São Tomé - O retorno - 28/12/2008

Atendendo a pedidos, organizamos durante a semana passada mais um evento na cidade de pedras. Aceitaram o desafio Maciel, Nei, Deyller, Ronaldinho, Licão e Xtr (O Cabritinho). O dia amanheceu sem chuva e 07h em ponto os sauromóveis partiram rumo à São Tomé. Parada oficial da padaria em Três Corações e 09:30h o grupo já estava na trilha em São Tomé.
O tempo estava perfeito, céu com muitas nuvens e nenhuma chuva. A trilha, perfeita como sempre, não perdeu seu brilho por causa da chuva, muito pelo contrário, tornou o pedal ainda mais emocionante. O solo arenoso não deixa grudar barro nas bikes e diminui o volume de água na superfície.
Já de cara, Xtr começou o show subindo os degraus mais difíceis, com uma simplicidade de dar raiva. Que nada, cada um se inspirou no cabrito jurássico e mandou ver. O Pico do Gavião está coberto por uma nevoa densa. Perdemos em visual mas ganhamos em um clima enigmático.
Parada para um breve lanche onde o grupo acompanhou o caminhar tranqüilo de uma aranha caranguejeira, enorme por sinal.
Por volta das 14 horas o grupo começou em São Tomé, tornou um merecido banho e almoçou no Restaurante Sinhá. Uma delícia!!! Uma rápida cervejinha para comemorar e a viagem de volta foi tranqüila. Todos relembrando a aventura. Para Ronaldo e Xtr que fizeram mais de 10x esta trilha a emoção e mesma dos novatos Licão, Maciel, Deyller e Nei. A saudade também é grande, por isto, São Tomé que nos aguarde. Estaremos de volta em breve.

Fotos da Aventura:

Sauromóveis no Bikelocal.


Momentos Xtr, olha como é simples.

Foto do Cabrito Xtr e do Dj Massa.

Trupe reunião entre as pedras e na trilha.

Encontramos o irmão do Mundial. Marcinho.

Nei e Xtr no Jet Ski Jurássico.

Maciel e Deyller no Jet Ski Jurássico.

Por fim, Licão no Jet.

Na saída da mata.

Olha o tamanho da aranha.

Pose do grupo em um dos pontos mais altos do percurso.

Foto sobre as pedras. Almoço no tradicional Restaurante Sinhá.
Abraços e até o próximo pedal em São Tomé, Ronaldinho.

Confraternização jurássica - 27/12/2008

Conforme combinado previamente, as primeiras pessoas começaram a chegar na casa do Maciel às 13h. Devido a chuva da manhã, o pedal foi cancelado.
Melhor para os que iriam enfrentar a trilha do Defunto em São Tomé no dia seguinte.
A aminação de sempre, churrasco 10, música e cerveja gelada. Aos poucos os jurássicos foram chegando e segundo o ibope foram mais de 30 participantes entre adultos e crianças.
Teve apresentação do filme feito pelo Ronaldão e após a novela A FAVORITA todos foram para seus respectivos lares.
Obrigado Maciel, Silvana e Marcelinha.
Abraços, Ronaldinho.


Anfitrião show de roda.

Clevinho ao lado do presidente dos USA, Barack Obama


O charme das Bikessauras

Os bikessauros em harmonia

Pontalete - 26/12/2008

Seguindo a programação do feriado de Natal, na sexta-feira, os amantes da bike, que tiveram folga do trabalho, aproveitaram e muito bem o dia.

O grupo formado por Licão, Rodrigo Silva, Totonho, Ronaldo, Bigorna e Renato (Petrópolis) partiu do bikelocal às 08:15h de uma manhã nublada sentido Cemitério Campal. Algum barro no caminho e no dorso da serra o grupo avistou a chuva que passava ao fundo. A chuva apenas rodeou o grupo, no máximo uma leve garoa atingiu os jurássicos para aliviar o calor. Em Pontalete, uma breve parada para o alimento essencial enquanto a balsa não chegava.

O tio do Enoque, comandante da balsa, levou com maestria o grupo para a outra margem. Após a saída da balsa, Ronaldo, Rodrigo e Bigorna se deliciaram nas águas mornas da represa. De volta as origens...

Neste momento, Bigorna, o insano, teve a "genial" idéia de pular na represa a partir da margem. Escolheu a parte de concreto. O estrago segue na foto abaixo para a infelicidade do intrépido e risos da galera. Que burro!!!

Gargalhadas depois, o grupo voltou ao movimento e chegou até a venda próximo ao Zoca. Ronaldo, já no pau da rabiola, teve o pneu da sua bike furado. Coisas de São Tomé, semana passada ou por que a bike era Giant? Eis a questão.

Para a sorte do Ronaldo a única câmara reserva estava furada. Com o grupo estava sem remendo, Ronaldo foi salvo pelo gongo e chamou o resgate jurássico. Todos chegaram bem no destino e devido ao feriado do Pinguim não teve bebemoração.

Show de pedal. Obrigado galera.

Abraços, Ronaldinho.





Grupo na concentração. Bikelocal



Grupo em Pontalete. Só o vulto.



Momentos na travessia da represa.



Rodrigão, que não sabe nadar, garantiu o salva-vida, he, he, he...





Irmão power e a galera cascão.



Joelhos ralados do Bigorna após o salto no concreto. Olha que ele estava sóbrio.


Ronaldo e sua Giant. O pedal para ele terminou aqui.

Pedal Pré-Natal 24/12/2008

9 intrépidos aceitaram o desafio do pedal trilheiro proposto pelo Maciel. Totonho, Maciel, Roger (novato), Ronaldão, Ronaldinho, Licão, Clevinho, Nei e Rodrigo Silva sairam do bikelocal a partir das 13 horas. Foram 45 km com 80% de subidas técnicas e forte. A temperatura estava alta e todos chegaram cansados e felizes no final. Foi um pedal para lavar a alma e a sapatilha nova do Ronaldinho que atolou no brejo.
O trajeto teve saída pela Copasa, Lixão, Fazenda dos Côcos, Mascatinho, DeLuca, Carrapateiro, Granja e PINGUIM, é claro.


Foto oficial do grupo.

Nei Juvenil, consertando o pneu da caniça Giant.

Grupo reunião para um breve descanso.

A fonte dos desejos e o guia Maciel.

Rodrigão em mais um terreno para coleção e Clevinho na descida da Fazenda dos Côcos.

Comemoração no Pinguim e o resultado de quem não tem técnica. Salvador pára de tentar descer com o Jeffinho, seu Juventino.

Este é o relato.
Abraços, Ronaldinho.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Trilha do Defunto em São Tomé das Letras


4 intrépidos aceitaram o desafio de fazer a fantástica Trilha do Defunto em São Tomé das Letras. A animação do grupo venceu a dúvida de chuva forte prevista para o sábado (nunca mais confio no climatempo, rs.) e Argentino, Jeffinho, Salvador e Ronaldo partiram para a cidade de pedra ás 07h em ponto. Apropriadamente acomodados no carro, flamenguistas na primeira fila e vascaínos na segunda, a viagem foi tranqüila a bordo do golfmóvel com parada garantida na padaria credenciada em Três Corações.
Pela manhã o clima estava perfeito. Poucos raios solares raiavam do céu povoado por nuvens. Pássaros de diversas cores e tamanhos cruzavam perigosamente o caminho do sauromóvel abrilhantando ainda mais a viagem. O som escolhido para a viagem foi The Way of Ch´I, energia espiritual, bem apropriado para o clima que envolve a mística São Tomé.
E aí Jeffinho a bike é leve mesmo!!!!

Desde Três Corações, um dos intrépidos começou com contorcionismos estomacais, em outras palavras, o urubu estava picando. Ao ser questionado disse que seu auto-controle seria suficiente para a chegada em São Tomé. Pobre do recepcionista de um hotel local, ao ver um vulto passar pela sua recepção e incendiar a recepção e o apartamento ocupado por um hóspede. Sem palavras, sem negociação, as plantas da praça central, por alguns minutos provaram seu um cheiro estranho.Preservaremos o nome do intrépido, mas foi uma “cagada” cavalar....
De volta ao pedal, 09 horas em ponto, o quarteto partiu para as trilhas que em dias secos já são difíceis, imagine molhadas. O medo maior era a cava após a saída da mata. Para nossa felicidade um caminho alternativo foi produzido pelos nativos e tornou o pedal ainda melhor.
Claro que a parada tradicional no Jet Sky Jurássico não pôde faltar. Logo após o degrau de alto nível técnico foi vencido por todos. Inclusive, Argentino, mostrou sua superação vencendo seus medos e merecendo a foto deste momento histórico. Durante todo o pedal o Pico do Gavião estava na alça de mira dos bikessauros. Imponente formação rochosa, formada entre a era paleolítica e mesozóica, onde os trilobitas povoavam esta área, blábláblá...
A esquerda Jeffinho e a direita Argentino. Show de técnica.

Após a parada no Pico do Gavião para lanches, fotos e meditações , o quarteto em seus cavalos de alumínio e carbono, iniciou o caminho de volta pela mesma trilha.
Campos verdejantes e floridos. E o trio a beira do precipício
Horizonte e Ronaldinho equilibrando na cruz.
Argentino contemplando o infinito e mais uma foto do Pico.
É impressionante como o caminho se mostra totalmente diferente. O degrau após o Jet foi escalado com maestria pelo Salvador e Jeffinho. Na ida, o obstáculo no início da trilha até então vencidos pelo Xtr e Pantufa, desta vez foi superado pelo persistente Salvador. Aplausos de pé. Enfim, cada um superou e muito seus limites e medos.
Pouco ralados e muito felizes os bikessauros chegaram na cidade por volta das 14h onde decidiram por tomar um refrescante banho, em outro hotel, é claro, pois o filme estava queimado no outro. Antes, é claro, umas cervejas geladas para comemorar. O motorista, é claro, se conteve para não ultrapassar o limite alcoólico previsto em lei. Um capítulo a parte foi o almoço no Restaurante Sinhá, credenciado do grupo, onde reencontramos a simpática dona do estabelecimento, Dona Lucila. Restaurante feito de pedras, com 250 anos de idade e tombado pelo patrimônio histórico. Comida mineira no fogão a lenha, um chuá.
Mais um tranqüilo retorno até Varginha e cada um chegou feliz em seu lar após 35 km de pura adrenalina na veia.
Seguem alguns depoimentos trocados a noite via celular:
“Fecho os olhos e imagino as trilhas maravilhosas que fizemos hoje. Obrigado por mais uma vez ligar pensamento à ação” – Ronaldinho
“Parceiros, o passeio foi fantástico e a companhia maravilhosa. Valeu! Febre do urso, urso, urso....” – Argentino
“Valeu irmãozinhos. O pedal foi fenomenal e sem sombra de dúvidas, no meu caso, o melhor do ano. Agradeço a companhia e o empenho de todos.” – Jeffinho
“Obrigado a todos pela ação realizadora.” – Salvador.

Abraços, Ronaldinho.