quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Acompanhando as Bikessauras - Últimos Pedais

No alto da Fazenda da Serra, sábado, 26 de setembro de 2009, no pedal pré-confraternização da VIII Romaria dos Bikessauros à Aparecida. Na verdade, partiram do bikeponto, na Fonte, mais de 40 ciclistas, mas somente esse grupo ficou junto e percorreu os caminhos idealizados pelo Luizão. Porém, todos estavam reunidos novamente na festa, em muita descontração e alegria, como sempre.
Um detalhe: a bela camiseta usada no pedal pela maioria foi cortesia do impagável Tim Helder e sua haduaneira, que, numa grande sacada, trocou-as durante a semana anterior por latas de leite NAN, a fim de ajudar a Casa da Criança. Bela ação!
Até a próxima!
Luiz A Nogueira

PEDAL DE SÁBADO, 3 DE OUTUBRO DE 2009
No último sábado, 03 de outubro, um numeroso grupo reuniu-se no bikeponto para dar continuidade aos preparativos para o Aparecida IV das bikessauras. Alessandra, Andreza, Isabel Ferreira, Luiza, Sr. Justo, Ary, Bregalda, Hebert, Luizão, Marcelo, Marcos, Mauro, Rodrigo, Taírson, Timba, Élcio, Rogério e Totonho sairam para um treinamento com um tempo aberto e sol quente. Como era dia de reposição de aula por causa das faltas devidas a famosa gripe, muitas meninas não puderam, infelizmente, tomar parte no pedal. Seguimos rumo ao Café Solúvel, pegamos a terra, fomos a Wallita e, de lá, rumo a Monsenhor Paulo. Tudo transcorreu sem problemas até que, num entroncamento, nosso amigo Totonho, que ia como um bólido, errou feio e desapareceu cafezal adentro. Quando percebemos o seu erro, ele já estava longe, sem possilidade de ser avisado... Logo adiante encontramos o Adilson Ferreira, que fazia o mesmo caminho no sentido contrário e resolveu unir-se a nós. O grupo manteve-se, daí para a frente, unido e firme até que, finalmente, chegamos a Monsenhor Paulo. Àquela hora, um calor insuportável estava presente e uma parada na padaria credenciada foi obrigatória. Por questões ou de trabalho ou pressa mesmo, Alessandra, Ary, Hebert Taírson e Timba resolveram voltar de lá pela estrada velha enquanto o restante saiu, conforme havia sido combinado, rumo a Elói Mendes. Depois de quase vinte quilômetros e após escalar uma grande subida final, chegamos lá loucos por um pouco de água gelada, o que foi feito sem moderação. Com mais um desfalque, já que um jurássico resolveu pedir resgate, deixamos Elói Mendes e pegamos o asfalto, rapidamente vencido com muito giro. À chegada, após aproximados 85km, um chopp foi necessário para comemorarmos, mais uma vez, um fantástico pedal junto a um pessoal leve e descontraído. Uma questão, porém, restava e ainda persiste: onde está o Totonho? Não se teve mais notícias dele desde então e teme-se que tenha desaparecido numa dessas quebradas dos caminhos. Caso alguém tenha notícias, favor entrar em contato com a central jurássica de achados e perdidos...
Rodrigo Silva

PEDAL DE DOMINGO, 4 DE OUTUBRO DE 2009
No domingo cedo reuniram-se para o tradicional pedal matutino Alessandra, Andreza, Isabel, Cláudia, Michelle, Viviane, Hebert, Lenz, Marcelo, Rodrigo, Ronaldo, Wagner e os garotos Bruno e Welker. A nossa amiga Luisa, que não iria pedalar, também apareceu por lá para não perder o costume e dar uma olhada no pessoal, e acho até que ficou meio arrependida de não estar com a sua bike... Deliberamos e, como o Aparecida IV está próximo, resolvemos fazer um trajeto que contemplasse algumas boas subidas mas que não fosse tão longo. Saímos então rumo a Polo e subimos a temível serrinha já debaixo de um sol de rachar. Seguimos para a trilha que leva à estrada dos tachos e, equivocadamente, não paramos na venda dos Tachos. Quando estávamos encarando a longa subida dos rumo a Gericó o erro cobrou a conta: vários de nós estávamos quase ou sem água e alguns, com sede e após esse esforço considerável, começavam a dar sinais de cansaço e extenuação. Pior é que não havia pontos de água e não houve jeito senão irmos repartindo o pouco do precioso líqüido até que chegássemos a fazenda Gericó. Descemos, animados, rumo a fazenda que, infelizmente, estava completamente fechada e não havia sinal de vida. Tomamos a liberdade de abrir uma torneira meio escondida que o Bruno achou mas, para nosso azar, o que fluiu foi uma água turva e suspeita. Fizemos então o teste de potabilidade com o kit jurássico para análise de águas que a reprovou terminantemente. Não tinha jeito, então, senão seguirmos em frente. Ainda bem que já estávamos próximos a descida dos Martins, de forma que logo chegamos ao bar defronte ao campo de futebol e quase esgotamos os estoques do rastafari que nos atendeu com muita simpatia. Mais um pulo e estávamos de volta ao centro da cidade, pouco mais de quarenta quilômetros rodados, com a certeza de que as meninas não terão problemas com as subidas que encontrarão no Aparecida delas. Semana que vem tem mais!...
Rodrigo Silva


Dia 7 de outubro, quarta-feira, foi feriado em Varginha, aniversário de 127 anos da cidade. Em comemoração à data, as bikessauras e bikessauros fizeram um esplêndido e completo pedal nos arrabaldes da Princesa do Sul, num percurso misto apelidado de Copinhas, que começa no Lixão, segue por trilhas contornando o morro das antenas e passa pelo Mascatinho, seguindo pela estrada da Bomba, perfazendo um total de aproximados 50 Km. As meninas fizeram bonito, estão treinadíssimas para a IV Romaria das Bikessauras a Aparecida, que terá início em 30 de outubro e durará quatro dias. Aguardem, pois neste final de semana prolongado terá muito mais pedal e aventura. E salve Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira do Brasil!

Luiz A Nogueira

2 comentários:

Bikessauros disse...

Caros amigos Luizão e Rodrigo Silva,
Adorei os relatos. É muito bom recordar passeios que participei e imaginar os que não tive a oportunidade de estar presente.
Abraços, Ronaldo.

Anônimo disse...

Amigos Bikessauros

Adorei sus passeios em varginha
e poder olher a voces

Parabens e grande abraços


Beto