quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Pedal de quarta-feira, 19h até 21h, 35 km.

Já fizemos inúmeras vezes o pedal Mascatinho, saindo pelo Ventilador e chegando pela Vargem. Parece rotineiro, mas nunca um pedal é igual ao outro, graças a Deus. Na noite quente de quarta-feira, encontramos uma temperatura perfeita na zona rural. A ameaça de chuva eliminou os incrédulos e presenteou os intrépidos com uma brisa refrescante e um céu iluminado.
Clevinho e Ronaldo fizeram um pedal curtição em ritmo leve para apreciar a natureza. Para nossa surpresa havia uma orgia no ar. Encontramos várias teias de aranhas no caminho e desviamos de vários sapos ou perereca, sei lá. O mundo dos insetos e anfíbios estava em festa. Viva a reprodução da espécie!!! Escutamos o grande volume de águas na cachoeira do Mascatinho e constatamos o resultado das chuvas ao atravessar os riachos próximos a fazenda do Mascatinho. Quase que atravessamos nadando, rs!!!
Após a fazenda, já no estradão retornando para a cidade, uma gentil motociclista se prontificou a iluminar o caminho até a cidade com a condição de aumentarmos o giro. Foi igual a dar milho para bode, a dupla aceitou a condição imposta e acelerou tudo. Subimos forte e descemos até a Vargem como loucos, com direito a aéreos nos bata-sauros.
Por fim, sentimos a falta do Luizão, incentivador dos pedais de quarta. Tristes com a sua falta, fomos afogar as mágoas no Muquifu da Traíra onde encontrarmos Luizinho (Retífica Reis) e Rui (Faísca Materiais Elétrico). Cerva gelada e traira frita, bão demais.
Este é o relato, abraços Ronaldo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Relato primoroso, caro Ronaldo. Concordo com o Silas quando disse que, ao lê-lo, imagens mentais criam-se. Sem dúvida deve ter sido muito bom.

Rodrigo Silva