segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Trilha do Defunto em São Tomé das Letras - 12.10.2009

Ainda com o sangue quente, algum álcool e a adrenalina do pedal na cidade de pedra circulando nas veias escrevo estas linhas com a tentativa inútil de descrever o pedal de hoje. O pedal em São Tomé, na trilha do defunto é único, místico e transformador.
No dia das crianças nada melhor que presentear a criança que existe em cada bikessauro levando-a para brincar no parque de diversão e centro de treinamento técnico dos Bikessauros em São Tomé das Letras. Foi o que fez o grupo formado pelos veteranos Ney Mirage, Ronaldo, Rodrigo Silva, Totonho e os novatos em São Tomé Ronaldão e Luiz Claúdio Bregalda. Como é bom ter novos amigos fazendo esta trilha. É a oportunidade de apavorá-los contando história mirabolantes dos caminhos por onde passarão. Para os veteranos fica a renovação das energias em um pedal que realmente transporta os participantes para uma dimensão superior. Como explicar um começo de pedal apavorante onde passa pela cabeça dos novatos a possibilidade de desistir. E a volta o que se tem é uma dupla sincronizada formada por homem e máquina flutuando sobre as pedras soltas como se tivessem nascidos para pedalar ali. É, realmente a vida urbana nos coloca muitos medos. Medo de cair, de se sujar, de se machucar. Proibições e tolhimentos infinitos. É visível esta ação no início do pedal e mais visível ainda a sua diluição durante esta mágica aventura.
Como é bom ver a energia jovial do Ney, a potencia equilibrada nas pedalas do Totonho. É um prazer ver o Rodrigo em ótima forma e feliz em pedalar. Bregalda supreendeu no seu primeiro pedal em São Tomé. O sócio do Adam ( He-Man) pedalou forte. E por fim, Ronaldão, como bom estrategista que é, administrou muito bem o pedal e se divertiu de montão.
Resumindo foram 37 km de puro single track , com direito a fotos no Jet-ski paleolítico, descida no degrau da morte, pão suado no pico, foto do gavião, descida da escadaria próximo a cidade, banho, almoço no restaurante Sinhá, cerveja e música alta no retorno tranquilo para Varginha. Claro que os motoristas Ney e Andreza não beberam.
Em nome do grupo, agradeço Nossa Senhora, no seu dia, propiciou um pedal show de roda para os Bikessauros. Agradeço também o apoio dos sonhos Andreza e Roseli.

Foto da aventura:

Foto da partida, 07h do Bikelocal

Apoio dos sonhos Andreza e Roseli . Foto oficial na igreja de São Tomé

Concentração no ínicio da trilha e grupo no meio da primeira mata
a
Ronaldão e Bregalda no jet-ski paleotíco

Show de técnica do Totonho e Ronaldão no degrau da morte

O Gavião e platéia jurássica assistindo seu pouso.

Aaaahh, restaurante Sinhá, o melhor da culinária mineira.

Abraços, Ronaldo.

4 comentários:

reginaldo disse...

com certeza grande Ronaldo..medos mundanos...proibições tolas - quando pedalamos com chuva e barro e retorna ao centro da cidade vemos na cara dos transeuntes o pânico, o incrédulo !! Nós estamos esfusiantes , por quebrar barreiras !! Parabéns aos Sauros pela bela Aventura !!!

luizao disse...

É isso aí, Ronaaldo, como veterano dessa trilha, esse incrível pedal é tudo que você falou. Faltou só dizer que os Bikessauros dividem esse espaço de treinamento, oficialmente e para fins diversos, claro, com o glorioso Exército Brasileiro.

Anônimo disse...

Relato muito bonito, Ronaldo. Espelhou muito bem o sentimento de todos que estivemos em São Thomé pela enésima vez que, entretanto, como todas as outras vezes, teve gosto de novidade.
Esperamos a próxima vez.

Rodrigo Silva

Anônimo disse...

Muy lindos recuerdos
cuando nosotros Chilebike estuvo en este bello pueblo de Sâo Tomé Das Letras

Parabens bela lembraças

Beto
Chile