domingo, 2 de maio de 2010

PEDAL DE SÁBADO, 01 DE MAIO

Sábado, embora estivesse planejado um treino no circuito, o Adilson teve um compromisso de ordem paterna que o impediu de realizá-lo. Então, eu dirigí-me ao bikeponto onde encontrei-me com Bregalda, Carlos, Carola, Delley, Elton, Lenz, Rodrigo Mortadela, Timba e Totonho para um pedal rumo a Serra dos Óleos (ou olhos?). Saímos pelo Cemitério Campal por onde seguimos por terra até a Ponte dos Buenos. De lá fomos pelo asfalto até próximo a Elói Mendes onde entramos à esquerda e fizemos mais um trajeto por terra até atingirmos o centro da cidade e entrarmos novamente na estrada de terra rumo à Cordislândia, onde todos se lembraram do ausente Ney ao ver a placa indicativa. A subida da serra é bastante técnica, mas todos, pedalando ou empurrando, atingiram o topo. Lá no alto, fizemos umas trilhas em mato fechado, uma aventura e tanto. Após andarmos um bom tempo, descobrimos que o caminho, se é que tinha caminho, estava errado. Voltamos e entramos em uma outra trilha igual a anterior em nível de mato e desta vez acertamos e saímos na estrada de onde seguimos rumo ao Esmeril. Lá nos reabastecemos com um delicioso refrigerante e um pão puro, uma vez que ninguém quis encarar o pão com linguiça que era a única opção oferecida pelo estabelecimento. Todos reabastecidos, saímos para finalizar o pedal em grande estilo, chegando à cidade como sempre muito felizes por mais um pedal realizado. Lamento que o Luizão tenha perdido o horário e esse belo pedal, mas fico feliz por ele ter feito um pedal solitário e dele ter tirado belíssimas conclusões.
"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena."
Abraços,
Isabel Ferreira

Um comentário:

Anônimo disse...

Show de pedal e de relato, Isabel! Já disse em um e-mail para o grupo, mas repito que já faz muito tempo que não vou para aqueles lados e deu muita vontade de fazer o caminho de novo... Qualquer hora, vamos combinar com o pessoal e ir até lá.

Rodrigo Silva