segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Trilha Gran Lomba - Domingo 24 de outubro de 2010

Hoje foi dia de Gram Lomba!!!
Grupo reunião no final do pedal

Depois de uma noite de sábado bastante agitada, o dia amanheceu com aquela cara de quem quer ficar mais um tempinho na cama. Tudo levava a crer que não teríamos a chance de fazer pela primeira vez a trilha do Gran Lomba, mas eis que São Pedro deu uma ajudinha, o tempo firmou, a chuva foi pro beleléu e, os bikers Rodrigo Mortadela, Maurinho (filé de borboleta), Argentino, Adilson, Carlinhos (Sortee), Fernando e Lenz zarparam da Copasa por volta das 8:40 da manhã, em direção a um pedal que marcou historia.

Seguimos sentido as três torres e viramos logo a direita na fazenda do Edgar, sentido ao haras, onde pegamos o primeiro single track do dia, pois subimos o ventilador pela trilha ao lado da estrada. Na encruzilhada que leva a fazenda Forge, recebemos uma ligação do Ronaldo que estava um pouco atrasado, marcamos de nos encontrar “água do urubu” próximo ao mascatinho. Neste momento viramos à esquerda pegando a estrada da volta da “Copas”, virando logo à frente em outro single track, desta vez subimos pelo pasto ao lado do chora neném cruzando toda sua extensão, mas não sem antes o Carlinhos comprar um dois lotes na descida, até sairmos no curral que fica ao lado da estrada mais a frente. Neste ponto, seguimos pelo caminho principal passando pela fazenda do Dr Guedes (igrejinha) e seguimos até a matinha, após cruzarmos a porteira (aquela que fecha sozinha), descemos pela estrada até o segundo mata-burro, onde viramos à direita pegando outro single track, serpenteamos pasto a fora e lá em baixo na trilha, cruzamos o ribeirão do mascatinho, onde o Adilson comprou dois terrenos com vista privilegiada para o rio, continuamos seguindo pela trilha até sairmos na fazenda do pomar (aquela que uma vez os bikessauros atacaram o pomar e o Pantufa pulou o mata-burro, vocês lembram?). Na fazenda viramos a direita seguindo pela estrada principal até chegarmos na encruzilhada da “água do urubu” onde encontramos o Ronaldo, que chegava esbaforido, vindo pela estrada do Mascatinho. Neste ponto subimos em meio aos eucaliptos que estão sendo derrubados e, na primeira tronqueira viramos à esquerda, descendo um single track até chegarmos ao inicio da trilha dos motoqueiros. Aí o bicho pegou!!! Foram pelo menos três subidas de alto nível técnico e físico, até alcançarmos outro single track que nós levou a um pequeno lago que fica na parte de baixo do cafezal que leva ao morro do céu. Atravessamos outra tronqueira e subimos pelo café sentido morro do céu.

Neste ponto as pernas já começaram a dar sinal de cansaço, vencemos a subida e o famigerado morro e, após um breve descanso, descemos pela trilha do café, mas antes da primeira subida viramos a direita na trilha da “Sortee Informática”, dá pra imaginar o porque do nome né!..... Após cruzarmos outra tronqueira, chegamos a uma mina d’água onde reabastecemos as caramanholas. Continuamos a descer pela trilha e logo em baixo viramos a esquerda pegando uma subida bastante técnica que nos levou morro acima até chegarmos ao alto do chora neném e, novamente a encruzilhada da fazenda Forge. Viramos a direita e seguimos sentido cachorrinho, subimos pela estrada da fazenda vencendo o ultimo morro do dia, ufa... Chegamos à estrada da torre que nos levou sãos e salvos de volta prá Copasa. Dá pra imaginar porque a trilha chama-se Gran Lomba né!... Pois é, chegamos numa Lomba só, mas extremamente felizes e realizados. Este é o relato!!!
Cara de alegria do Argentino no final do pedal.

Abraços, Argentino

Fotos Rodrigo Sanches (Moc:)
http://picasaweb.google.com.br/rodrigogsanches/FOTOSPEDALTRILHAGRANDLOMBA?feat=email#slideshow/5531706045402062434

2 comentários:

Bikessauros disse...

Argentino, primor de relato.
Trilha fantástica. Coração na boca todo o tempo.
Moc, show de roda as fotos.
Obrigado e parabéns a todos os participantes da trilha Gran Lomba.
Abraços, Ronaldo.

Anônimo disse...

Pedal, relato e fotos excelentes!
Parabéns para todos.

Rodrigo Silva