segunda-feira, 9 de maio de 2011

Um pedal quase feminino

Neste sábado, 07/maio, por volta das 8:15 hs, saiu um animado grupo do bikeponto: Vivi, Fanta, Alessandra, Mara, Luísa, Rogério, Ney, Hebert (o primo) e Wagner.
O destino era Monsenhor Paulo, indo pela Walita e voltando pelo Solúvel.
Depois de uns vinte e poucos km rodados, a bike do Rogério apresentou um probleminha, razão pela qual voltou, acompanhado pela Mara e Alessandra.
Seguíamos os seis rumo ao destino, quando numa encruzilhada surgiu a dúvida: que caminho tomar? O Ney, o mais entendido, nos assegurou que deveríamos seguir a placa que indicava “Recanto Tia Ana”. Realmente, a estrada nos levou a Monsenhor Paulo, mas antes, tivemos que percorrer aproximados 10 km, numa estrada de asfalto pouco movimentada.
Quando chegamos à padaria, para o costumeiro reabastecimento, o cateye marcava 50 km. Dentro de 20 minutos já estávamos retornando, num bom ritmo.Chegando em Varginha, resolvemos passar pela estradinha que sai do Bar da Ponte, margeando o Rio Verde, com o objetivo de evitar a subida de asfalto, do Bom Dia.Saímos perto do Clube Olímpico Rio Verde, achando a nova opção bem interessante, apesar de ser um pouco mais longa.
Antes das 14:30 hs já estávamos no Posto, ao lado da Toyota, tomando algumas Itaipavas, após os 82 km cumpridos com louvor.
Parabéns meninas, por mais este desafio superado!
Obrigada aos cavalheiros, que nos acompanharam, com tanta paciência e companheirismo!
Uma observação: sentimos falta dos nossos companheiros constantes: Miriam, Sopão, Luciana e Mauro.
Valeu!
Luisa

Um comentário:

Anônimo disse...

Valeu, Luisa, pelo ótimo relato. Parabéns a todos que, como sempre, não deixaram a peteca cair.
Abraço a todos.

Rodrigo Silva